quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Ao entardecer


Uma felicidade que ela nem sabia que existia, uma paz tão grande que nada substituiria... Certos momentos são tão intensos, é um sentimento tão puro que chega a dar medo, sim medo, medo que eles antecedam algo ruim, depois da calmaria vem a tempestade, muitas vezes foi assim.
Eles assustam tanto que pode parecer melhor não sentir, se fosse possível abrir mão de momentos únicos e maravilhosos como esses para não sofrer depois... bem, ela não abriria, prefire sofrer por mil dias e ter um apenas que seja de paz, de felicidade;
Quem não se arrisca, não vive, sem sofrimento não se chega a lugar nenhum.
E ela sabe aonde quer chegar...


Um comentário:

  1. Gostei mt das sinceridades nas palavras.
    Seguindo de volta.
    Um beijo ;)

    ResponderExcluir